quarta-feira, 6 de abril de 2011

Qual a maior prova da Evolução?

A evolução está escrita em cada micrômetro do seu corpo.

Toda célula tem todo o material genético necessário para a construção do corpo inteiro. Isso é porque bilhões de anos atrás cada célula era um indivíduo isolado, depois começaram a viver juntas como organismo (cerca de 800 milhões a um bilhão de anos atrás quando surgiram os primeiros animais, parecidos com esponjas). Em média cada célula viva sua tem 1000 mitocôndrias, cada mitocôndria ainda carrega duas membranas e um monte de moléculas circulares de DNA dentro delas, exatamente como as bactérias modernas.

michelsonQuando você se olha no espelho, cada pedaço seu é uma relíquia do passado evolutivo. Seus cabelos e sobrancelhas têm cerca de 200 milhões de anos, foi quando eles surgiram a partir da modificação de escamas. Seus olhos têm cerca de 500 milhões de anos, foi quando a planta de sua construção foi primeiro esboçada em cordados que nadavam pelo mar.

Seu nariz e seu queixo são bem mais recentes, têm cerca de 200 mil anos, que foi quando nossa espécie nasceu na África.

Eu me alegro de saber essas coisas, me faz entender por que tantas culturas cultuam os ancestrais.

A propósito, o próximo Bulecast ( http://vimeo.com/channels/bulecast ) será sobre evolução e já convidei o Rodrigo Véras do http://Evolucionismo.org e o Átila Iamarino do Rainha Vermelha.

P. S.: Não acho a palavra “prova” adequada à justificação de teorias em ciências empíricas como física e biologia, e já expliquei por que aqui.

Um comentário:

Elyson Scafati disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!!!!!!!!!!!


Muito espirituosa essa foto do Michelson!!!!!


Mas ele foi feito pelo designer, um eufemismo para o criador, que é deus, e não moldado pela TE.

Veja:

Os olhos dele possuem a complexidade irredutível;

Dentro das células dele há a complexidade especificada (não pode ter ocorrido naturalmente) da informação junto com a complexidade irredutível e o DNA deve seguir a lei da conservação das informações;

eis minha pergunta:

Quem poderia ter projetado um nariz para ele se meter naquilo que não entende lhufas?

R. só pode ter sido um designer mal intencionado.

infelizmente sou uma criatura nada especial, pois prefiro enfrentar a realidade por mais dura que ela seja e aceitar as evidências de que fui moldado pela TE nos últimos 3,5 bi de anos.

E, antes disso, saber que fui moldado com o pó das estrelas, e, antes delas, indo para a era de Planck saber que sou oriundo de um processo de bariogênese.

E, viajando mais além na física pré-big-bang (superstrings theory), saber que sou oriundo do choque entre duas branas que criou este universo, dentro de um espaço de Calabi-Yau inde há as hipóteses para surgir vida. Tudo isso dentre infinitos universos antes, agora e após este.

Prefiro saber que vou morrer e retornar ao ciclo do universo, em todo seu explendor (minha forma de ser eterno).

Não quero achar que vou para um lugar onde terei de suportar a eternidade (é muito tempo!!!)louvando um deus ou sendo atormentado por um demônio.

Assuntos

homofobia ética Homossexualidade filosofia ciência Feminismo Genética moral política Humanismo Secular Silas Malafaia aborto Estado laico Genética do Comportamento misoginia preconceito Direitos LGBT Ditadura Ditadura Militar Orientação Sexual criacionismo cristianismo descriminalização do aborto machismo Bioética Charles Darwin David Benatar Democracia Gênero Humanismo Igreja Católica Laicismo Liberdade Miguel Nicolelis Olavo de Carvalho Papa Pseudociência Pós-modernismo ateísmo catolicismo curiosidade discriminação entrevista evolução homeopatia identidade de gênero legalização do aborto neutralidade política da ciência psicologia evolucionista psicologia evolutiva racionalismo racismo risco moral sexismo sexo transexualidade transfobia veganismo vegetarianismo vieses implícitos viés implícito 10:23 1964 40 anos da morte de Bertrand Russell Academicismo Agnosticismo Alan Turing Angelica Beate Winter Boldt Anticiência BBB Bahia Behaviorismo Bolsonaro Bule Voador Censura Charlie Brown Jr. Chorão Ciência da Computação Comportamento Consciência Consensos Cura Gay Cérebro Código Penal Desconstrucionismo Difamações Divulgação Científica Dorothy Sayers Epicureus Epicurismo Epicuristas Epicuro Epicuro de Samos Fabio Marton Família Fetsi Geneticista Mirim Getúlio Vargas Golpe Militar Golpe de 1964 Jair Bolsonaro Janet Radcliffe Richards Jango Jennifer Saul John Searle Jornada Mundial da Juventude José Fortunati LiHS Lula Manual de Bioética para jovens Marcell Moraes Marco Feliciano Marcos Eberlin Marina Silva Mato Grosso Modelos de família Muito além do nosso eu Narrativas Neurociências Oswaldo Porchat PDT PV Partido Rede Partido Verde Partidos Pedro Taques Polícia Polícia Militar Porto Alegre Prisão Rachel Sheherazade Rede Rede Globo Rede Sustentabilidade Resenha crítica Revista Veja Rodentia Rodrigo Constantino Rosacruz SBG SUS Salvador Secretaria de Segurança Pública Segundo Sexismo Sociedade Brasileira de Genética Stephen Fry Susan Haack São Paulo Sísifo Tabula Rasa Teoria Queer The Guardian Tortura Toxoplasma USP Vaticano Veja alquimia amor amor romântico argumentação ataques atividade cerebral atropelamento bairrismo bertrand biologia brasil candomblé carne vermelha ceticismo chorumela cientificismo comunismo conhecimento consumo de carne crocopato crítica debate descriminalização determinismo cultural dia dos namorados direitos animais discriminação injusta discriminações injustas doidos educação no trânsito empatia estupro etnocentrismo eugenia existência de Deus extremismo extremistas fanatismo fanáticos feto filosófica flatulências fundamentalismo fundamentalistas futebol gay gays gaúchos heidegger heterofobia humanidade humor humor depreciativo laicidade leis liberdade de expressão lésbica lésbicas macroevolução malucos manny martin mediocridade intelectual memória minorias misandria mulheres nietzsche onivoria orgulho branco orixás panteísmo papeis de gênero pedofilia pensamento crítico politeísmo politicamente correto politicamente incorreto preconceitos provincianismo reforma do Código Penal religião religiões de matriz africana reorientação reversão sexual rio grande do sul rosacrucianismo russell sacrifícios ritualísticos saudade saudades senado senador suicídio teísmo toxoplasmose trabalhismo trangeneridade umbanda variação normal variação patológica xingando muito no twitter Ímpio - o evangelho de um ateu: memórias ética do humor
Related Posts with Thumbnails